segunda-feira, 21 de abril de 2014

Heresias do Papa Francisco

HERESIAS DO PAPA FRANCISCO


Citamos aqui graves heresias anunciadas publicamente pelo líder da Igreja Católica, Papa Francisco, citando todas as fontes dos canais de comunicação oficiais do Vaticano para quem quiser verificar.

Em seu livro “Papa Francisco, sua vida em suas próprias palavras”, ele diz:
  


nas páginas 118-119:

“Há momentos em que um padre se apaixona e deve reavaliar sua vocação e sua vida. Então, ele deve ir para o bispo e dizer-lhe: ‘Eu fiz a minha avaliação ... Eu não sabia que eu estava indo para algo tão bonito ... Eu realmente amo essa mulher’, e ele pede para deixar o sacerdócio.

E o que você faz nesses casos?

Eu sou o primeiro a compartilhar este momento da vida de um padre; eu fico com ele; eu acompanho-o em sua jornada espiritual. Se ele está certo da sua decisão, eu mesmo o ajudarei a encontrar trabalho”.

[Papa Francisco incentiva sacerdotes a deixar o sacerdócio e a quebrar os votos eternos feitos diante de Deus.]

Nas páginas 120-121:

“Costumo dizer que a única glória que temos, como diz São Paulo, é a de sermos pecadores.

[São Paulo não diz isso!]

É por isso que, para mim, o pecado não é uma mancha que eu preciso limpar. [...]

É um problema do pecado. Durante quatro anos, a Argentina tem vivido uma existência pecaminosa, porque não assumiu a responsabilidade por aqueles que não têm comida ou trabalho”.

[Esta é a Ideologia (“Teologia”) da Libertação condenada pelos nossos dois papas anteriores!]

Durante a missa em Lampedusa, em sua homilia, em 8 de julho de 2013:

“Eu também acho que com a afeição desses imigrantes muçulmanos que esta noite começam o jejum do Ramadã, produzam abundantes frutos espirituais”.

[Heresia, porque você nunca pode obter fruto espiritual de uma religião falsa.]

Em uma audiência em 27 de setembro de 2013:

“Eu lhe pergunto: Como é que você pode permanecer na presença do Senhor? Quando você visita o Senhor, quando você olha para o tabernáculo, o que você faz? Sem falar ... ‘Mas eu falo, eu falo, eu acho, eu medito, eu escuto...’ Muito bom! Mas você deixar-se ser olhado pelo Senhor? Deixemo-nos contemplar pelo Senhor. Ele olha para nós e isso é em si uma maneira de rezar. Você contemplava pelo Senhor? Mas como você faz isso? Você olha para o tabernáculo e deixa olhar... é simples! ‘É um pouco chato, eu caio no sono’. Adormecer depois, dormir! Ele ainda está olhando para você”.[1]

[Papa Francisco diz que é certo adormecer antes do H. Tabernáculo!]

Para um grupo de refugiados na paróquia do Sagrado Coração em Roma, em 20 de janeiro de 2014:

“Compartilhando nossa experiência na realização naquela cruz, para expulsar a doença dentro de nossos corações, que amarga a nossa vida: é importante que você faça isso em suas reuniões. Aqueles que são cristãos, com a Bíblia, e aqueles que são muçulmanos, com o Alcorão. A fé que seus pais incutiram em você sempre vai ajudá-lo a seguir em frente”.[2]

[A única fé que irá ajudá-lo a seguir em frente é a fé cristã.]

Em sua homilia, em 29 de novembro de 2013:

“‘No Evangelho’, explicou o Papa, ‘Jesus não ficou com raiva, mas finge quando os discípulos não o entendem’”.[3]

[Esta é uma mentira. Ira de Jesus foi real.]

Em sua homilia, em 11 de dezembro de 2013:

“Quando pensamos no retorno de Cristo e do Seu juízo final, que irá mostrar, até os últimos conseqüências, o bem que cada pessoa terá feito ou omitido para fazer durante a sua vida terrena, percebemos que nos encontramos diante de um mistério que nos oprime, que não podemos sequer imaginar.

A (segunda) razão para a confiança nos é oferecida pela ‘percepção de que, no momento do julgamento, não estamos sozinhos. (...) Como é bom saber que, nessa situação, podemos contar com Cristo, nosso advogado diante do Pai, e sobre a intercessão e benevolência de muitos dos nossos irmãos e irmãs que nos precederam no caminho da fé”.[4]

[No dia do juízo, Jesus não será o nosso advogado, mas o nosso Juiz!]

Em sua homilia, em 20 de dezembro de 2013:

“‘A Mãe de Jesus foi o perfeito ícone do silêncio, desde o anúncio de sua maternidade ao Calvário’, apontou o Papa, lembrando de quantas vezes ela não revelou seus sentimentos para guardar o mistério da relação com o seu Filho, até o silêncio mais cruento, ‘aos pés da Cruz’:

‘O Evangelho não nos diz se ela pronunciou ou não alguma palavra... estava silente, mas dentro de seu coração, quantas coisas dizia ao Senhor: ‘Você me disse que Ele seria grande, que teria reinado para sempre e agora... o vejo ali’. Maria era humana! E talvez tivesse vontade de dizer: ‘Fui enganada!, mas Ela, com o silêncio, ocultou o mistério que não entendia e com seu silêncio, deixou que seu mistério crescesse e florescesse na esperança’, concluiu o Papa”.[5]

[Papa Francisco deixa a entender que Maria traiu a sua missão na hora em que Ela mais deveria perseverar e colaborar com a vontade divina para a redenção da humanidade. Uma blasfêmia grave contra Maria e a Missão de Cristo! Maria era a toda pura e jamais cometeu um só pecado, nem um só pecado de pensamento!]

Em sua exortação “Evangelii Gaudium”, sobre os muçulmanos:

“Nunca devemos esquecer que eles professam a fé de Abraão, e juntamente conosco eles adoram o Deus único e misericordioso, que julgará a humanidade no último dia”.

[Esta é uma heresia, porque Jesus Cristo julgará a humanidade no último dia, e os muçulmanos rejeitam Jesus. Os muçulmanos não adoram o mesmo Deus que os cristãos fazem.]


O QUE NOS DIZ NOSSO SENHOR JESUS CRISTO?

O Senhor nos disse em 21 de janeiro de 2012:

“As suas mentiras vão encantar um ingênuo grupo de seguidores católicos. Ele (o Falso Profeta) irá apresentar um carisma externo maravilhoso e amoroso e todos os Meus filhos da Igreja Católica serão confundidos. Um sinal no seu olhar mostrará o seu orgulho e arrogância, que se esconde atrás de uma falsa humildade exterior. Assim, ele enganará os Meus filhos, que vão pensar que ele é uma alma excepcional e pura. Ele será tratado como um santo vivo. Nem por uma palavra da sua boca será interrogado. Ele parecerá também ter dons sobrenaturais e as pessoas vão instantaneamente acreditar que ele pode fazer milagres. Qualquer um que se oponha a ele será criticado e considerado um herege. Cada uma dessas almas, os tais acusados de hereges, serão deixadas de lado e serão alimento para os cães. Toda a Verdade sobre os Meus Ensinamentos será distorcida. Tudo será uma mentira. A perseguição irá evoluir lentamente e será basicamente subtil”.[6]

14 de fevereiro de 2013:

“A Verdade dos Meus Ensinamentos será em breve declarada como irrelevante e falsa. A Ira do Meu Pai, por esta infestação na Minha Igreja da terra, em breve será sentida entre os seus servos na Minha Igreja em Roma. Esta é a batalha final. O Meu Vigário caiu. A Minha Igreja cairá, mas brevemente se erguerá de novo”.[7]


Referências

[1] Site Vaticano:
http://w2.vatican.va/content/francesco/en/speeches/2013/september/documents/papa-francesco_20130927_pellegrinaggio-catechisti.html

[2] http://www.gloria.tv/?media=590131

[3] Vatican Insider:
http://vaticaninsider.lastampa.it/en/the-vatican/detail/articolo/santa-marta-30272/

[4] News.Va – Official Vatican Network:
http://www.news.va/en/news/general-audience-we-will-not-be-alone-at-the-final

[5] Rádio Vaticana: (silêncio Maria)
http://it.radiovaticana.va/news/2013/12/20/il_papa:_il_mistero_del_nostro_incontro_con_dio_si_comprende_in_un/it1-757278

Vatican Insider:
http://vaticaninsider.lastampa.it/en/the-vatican/detail/articolo/francecso-francis-francisco-30745/

[6] The Warning Second Coming:
http://www.thewarningsecondcoming.com/false-prophet-will-be-treated-like-a-living-saint-those-who-oppose-him-will-be-considered-a-heretic/

[7] The Warning Second Coming:
http://www.thewarningsecondcoming.com/this-is-the-final-battle-my-vicar-has-fallen-my-church-will-fall-but-soon-it-will-rise-again/



Nenhum comentário:

Postar um comentário