domingo, 4 de janeiro de 2015

Protegei a Minha Palavra. Falai a Minha Palavra

Protegei a Minha Palavra. Falai a Minha Palavra
Domingo, 28 de dezembro de 2014, 18h30min.

Minha querida e amada filha, a maior dor da tribulação é aquela que existe nas Leis das vossas nações, que se opõem às Leis de Deus por todas as formas, visíveis e invisíveis. Cada Lei de Deus quebrada por aqueles que dirigem as vossas nações, é agora substituída por um silencioso assassínio de alma. Cada transgressão será apresentada como sendo uma coisa boa. Quanto mais perverso for o ato mais será aplaudido. Nenhuma guarida será dada àqueles que proclamam a Verdade – a Verdadeira Palavra de Deus –, a falar. As suas vozes serão ignoradas, na sua maioria. Mas, quando eles forem ouvidos, serão denunciados como sendo maus.

Chegou verdadeiramente o tempo para que a Verdade seja virada do avesso e apresentada como sendo uma mentira. A Palavra será considerada, agora, pela maioria como uma obra de ficção – uma mentira. As Leis de Deus, no entanto, são difíceis de ignorar e será por isso que, quando aqueles que dirigem as vossas nações forem solicitados a responder pelos seus atos perversos, irão declarar que a Palavra de Deus é falhada e desatualizada.

A astúcia do demônio resulta em que, para garantir que a sua maldade é aceite, cada ato e ação moral serão declarados como desumanos e contra as liberdades civis. Mas, aqueles que são abençoados com o Dom do Espírito Santo, serão ainda capazes de diferenciar entre o certo e o errado. Nunca antes, desde os dias de Noé, o mundo foi coberto com tamanho engano. Nunca antes o homem pecou como agora. E, exatamente como nos dias de Noé, a auto-obsessão do homem é alcançar certos limites, porque ele acredita que tem poder sobre o seu próprio destino, tamanha é a extensão do seu narcisismo.

Hoje, o pecado é abraçado com prazer e promovido como sendo um direito civil e, portanto, espera-se que vós o respeiteis. Se vós não mostrais respeito para com os atos pecaminosos, então vós podeis achar que ireis ser culpados de um crime. O vosso crime será o de defender a Palavra de Deus e, por isso, vos farão sofrer.

Como o homem é facilmente enganado pelo plano global para banir qualquer tipo de culpa pelos atos pecaminosos, os quais estão a ser escritos nas leis das vossas nações. Todas estas coisas foram preditas e muito em breve nenhum ato ilegal, incluindo o assassinato, a eutanásia e o aborto, será considerado errado. Virá um tempo em que à introdução de tais leis, as quais serão destinadas a legalizar a morte legal daqueles que sofrem deficiência e outras condições físicas, sucederá o genocídio em grande escala.

Leis perversas, consagradas nas vossas nações, conduzirão a maiores leis, as quais colocarão todo o poder longe de vós. Vós destes autoridade àqueles que Me negam – que desprezam as Leis de Deus – e, por isso, eles irão introduzir mais atos perversos, o que causará um sofrimento inimaginável. O que pode parecer serem leis do país, que promoverão os direitos civis e humanos, conduzirá a uma forma de ditadura que tornará uma ofensa ser Cristão.

Protegei a Minha Palavra. Falai a Minha Palavra. Não caiais na armadilha de abraçar toda a campanha pelos direitos civis globais, que é projetada para converter o mundo a uma nova religião mundial. Aos Meus servos sagrados, Eu chamo-vos para proclamardes a Palavra de Deus e negardes os atos perversos, que aprisionam quase todas as nações que negam a Palavra de Deus.

É muito fácil apelar à difusão dos direitos humanos, mas é preciso serdes bravos servos Meus para vos levantardes e declarardes que os atos – que são abomináveis a Deus – são contra Mim. Porque ao fazê-lo, atrairíeis enormes críticas e tornar-vos-íeis impopulares.

Lembrai-vos do que Eu disse – o homem que verdadeiramente Me serve, honestamente, nunca terá medo de falar a Verdade e nunca procurará ser popular. O seu único objetivo será o de salvar almas.

O Vosso Jesus.


Fonte: The Warning Second Coming: www.thewarningsecondcoming.com.




Nenhum comentário:

Postar um comentário