domingo, 19 de julho de 2015

Encíclica sobre as alterações climáticas: "Papa" pula o estrofe final do Cântico do Sol sobre o pecado mortal

ENCÍCLICA SOBRE AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS: “PAPA” PULA O ESTROFE FINAL DO CÂNTICO DO SOL SOBRE O PECADO MORTAL

Como predito em 8 de março de 2013: “Todos os pecados, aos olhos de Deus, serão considerados aceitáveis por esta nova igreja inclusiva”.
  


A mais recente encíclica de Bergoglio, que é baseada em Cântico do Sol, de São Francisco de Assis, inclui a música na página 45. Notavelmente, Bergoglio decidiu deixar de fora a estrofe final sobre a gravidade do pecado mortal.

Deixado de fora o estrofe:

“Louvado sejas, meu Senhor, por nossa irmã a morte corporal,
da qual homem algum em pessoa pode escapar.
Ai daqueles que morrem em pecado mortal!
Felizes os que ela encontra fazendo sua santíssima vontade.
A segunda morte não pode fazer mal a eles”.

Ele vem com nenhuma surpresa, como anteriormente “Papa Francisco” disse que ele não acha que almas perdidas pereça no inferno. Portanto, ele provavelmente não acredita na existência do inferno também. No entanto, “Francisco” mantém falando do diabo tempo e outra vez. Especialmente com o próximo “Jubileu extraordinário da Misericórdia”, com “Francisco”, tudo parece ser sobre misericórdia e nunca sobre arrependimento. Como nota de rodapé, a palavra “pecado” é mencionado apenas quatro vezes ao longo da Encíclica. Será que Bergoglio sequer se preocupa com a sua alma?[1]

Trechos de Nosso Senhor Jesus Cristo do Livro da Verdade

Mensagem nº 418 de 7 de maio de 2012:

“Nunca penseis que Eu estou a culpar os muitos Santos Papas que se sentaram no banco de Pedro. A sua Missão esteve sempre sob proteção. Muitos Papas estiveram presos na Santa Sé rodeados por grupos maçônicos. Estes odeiam Deus e passaram cinquenta anos a espalhar inverdades sobre a Misericórdia de Deus. O trabalho deles levou ao colapso da Igreja Católica. Isto não foi um acidente. Foi deliberado, e ardilosamente orientado para destruir a fé da Igreja. Para destruir a homenagem dos católicos comuns para o Único Deus Verdadeiro. Por isso vós sereis agora atirados para o deserto. Depois do Papa Bento, vós sereis conduzidos por Mim, dos Céus”.[2]

Mensagem nº 703 de 11 de fevereiro de 2013:

“Assim, poucas pessoas acreditam na existência do Inferno. Muitos acreditam que o Inferno é, apenas, um lugar de Folclore. Então, muitos não acreditam que Deus permitiria que tal lugar existisse, e que todos os pecados, não importa o quão graves, são perdoados. Eu culpo, por isto, os erros cometidos pelos servos sagrados que, ao longo de décadas, sucumbiram às pressões de um mundo secular. Esse erro significou a perda de bilhões e bilhões de almas. E, embora já seja tarde demais para essas almas, ainda há tempo daquelas que estão hoje marcados com a mancha do pecado mortal, de serem salvas”.[3]

Mensagem nº 725 de 8 de março de 2013:

“Ele vai liderar a nova religião mundial e reinará sobre religiões pagãs. Ele vai abraçar o ateísmo para desrespeitar o estigma, que, segundo ele, está ligado com a perseguição dos assim chamados ‘direitos humanos’. Todos os pecados, aos olhos de Deus, serão considerados aceitáveis por esta nova igreja inclusiva”.[4]

Mensagem nº 1018 de 12 de janeiro de 2014:

“Os filhos de Deus devem agora ser informados da urgência de orarem pelas almas que estão cegas para a Verdade. Muito em breve o Inferno será formalmente declarado como um lugar que não existe. Será dito às almas que a todos os filhos de Deus, desde que vivam uma vida razoável e digna – independentemente de acreditarem em Deus ou não –, será dada a Vida Eterna. Mas isso será uma mentira. Não há retorno do Inferno. Ele é para a eternidade. Muitas almas que exteriormente Me rejeitaram, tanto em privado como em público, definham no Inferno. O seu amargo arrependimento é agravado pelo seu terrível e doloroso sofrimento e pelo ódio de Satanás. Uma vez no Inferno, Satanás revela-se-lhes em todas as suas formas perversas e vis e o seu ódio por eles preenche-os em cada segundo. A sua repulsa por ele, por ele mesmo – pela mesma besta a quem prestaram homenagem durante as suas vidas na Terra – é a causa de grande parte da sua dor. Mas é a separação de Mim e a dor da escuridão que experimentam, que lhes cria maior angústia. Qualquer homem que vos diga, em Meu Nome, que o Inferno não existe não está interessado em ajudar-vos a salvar a vossa alma. Quando estiverdes convencidos de que o Inferno não existe, então, erradamente, vós assumireis que o pecado é irrelevante. Vós não podeis servir-Me se acreditais que o pecado não existe. Vós não podeis viver uma vida gloriosa pela eternidade, no Meu Reino, se não Me pedirdes para perdoar os vossos pecados. Este é o cerne da nova doutrina, a introduzir em breve, que sereis obrigados a absorver. Ou seja, quando fordes enganados e deixardes de preparar a vossa alma para o Grande Dia do Senhor, em que Eu venho para vos reivindicar como Meus. Eu digo isto para vos avisar – não para vos assustar. Eu peço-vos que aceiteis o pecado como parte das vossas vidas, mas peço-vos que continueis a evitar os sete pecados mortais, pois se o fizerdes estareis na Minha Proteção. Vós deveis confessar sempre os vossos pecados. Fazei isso diariamente”.[5]

Mensagem nº 1085 de 29 de março de 2014:

Eles irão ridicularizar qualquer um que declare uma crença na existência do Céu ou do Seu Verdadeiro Criador, Deus, o Altíssimo. E, de todo, durante essas declarações públicas contra a Verdade, nenhuma palavra será pronunciada por aqueles que afirmam conduzir a Minha Igreja. Nos últimos dias, a religião tornar-se-á um conceito pagão, em que a adulação da Terra, do sol, da lua e das estrelas serão substitutos, quando eles prestarem homenagem a Deus.[6]

Mensagem nº 1159 de 27 de junho de 2014:

“Minha querida e amada filha, vós nunca identificareis facilmente o trabalho de Satanás no mundo, pois ele é muito astuto. Ele raramente exporá as suas obras de maneira a que as pessoas questionem a sua influência. Em todo o seu reinado na Terra, ele foi a limites extraordinários para convencer o mundo de que Eu não existo. Raramente vós vereis a Verdade, porque ela é camuflada através das pessoas que ele usa para convencer as pessoas de que Deus não Existe. O objetivo do demônio é levar as pessoas a acreditar que o mundo e a existência da raça humana é um meio para um fim. O seu maior triunfo foi a introdução do humanismo e, em particular, do humanismo secular. A Minha Igreja, quando dividida e caída, abraçará o humanismo com grande satisfação. E, como resultado, ela atrairá todas as almas para uma falsa interpretação da Verdade da sua existência. O mundo, abraçará então este novo tipo de igreja – uma igreja preocupada com as injustiças sociais – e nem uma palavra sobre a importância da salvação de vossa alma será proferida”.[7]


Referências


[2] Livro da Verdade, Mensagem nº 418 de Nosso Senhor, 7/5/2012: http://olivroselado.blogspot.com/2014/12/muitos-papas-estiveram-presos-na-santa.html

[3] Livro da Verdade, Mensagem nº 703 de Nosso Senhor, 11/2/2013: http://olivroselado.blogspot.com.br/2015/07/muitos-acreditam-que-o-inferno-e-apenas.html

[4] Livro da Verdade, Mensagem nº 725 de Nosso Senhor, 8/3/2013: http://olivroselado.blogspot.com/2015/06/ele-foi-enviado-para-desmantelar-minha.html

[5] Livro da Verdade, Mensagem nº 1018 de Nosso Senhor, 12/1/2014: http://olivroselado.blogspot.com.br/2015/07/muito-em-breve-o-inferno-sera.html

[6] Livro da Verdade, Mensagem nº 1085 de Nosso Senhor, 29/3/2014: http://olivroselado.blogspot.com/2015/06/todos-os-esforcos-serao-feitos-por.html

[7] Livro da Verdade, Mensagem nº 1159 de Nosso Senhor, 27/6/2014: http://olivroselado.blogspot.com/2015/06/a-minha-igreja-quando-dividida-e-caida.html

Imagem

Catholicireland.net




Nenhum comentário:

Postar um comentário